Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

Convidei Miss Austen para Jantar

Depois de muita hesitação, convidei Miss Jane Austen para jantar. O nervosismo era, como será de calcular, gigantesco. Os acessórios de cozinha escorregavam das mãos como se tivessem sido oleados; não conseguia pensar numa receita digna daquela figura maior da literatura inglesa. E o tempo corria. Depois, lembrei-me que Miss Austen era uma pessoa que gostava de coisas simples, pois apreciava mais o campo do que a cidade. No campo, tudo tem mais sabor - mesmo as coisas mais simples. Por isso, descontraí e pensei em algo assado ou estufado. Para acompanhar, teria que ser um puré de batata irlandês, a lembrar os dias primaveris no campo. O couvert seria constituído por pequenos folhados de salsicha e a sopa seria apenas um leve creme de legumes. A sobremesa haveria de ter chocolate, pois claro. Com estas ideias, viajei no tempo, trazendo Miss Austen até aos dias de hoje.

 

A conversa decorreu de forma harmoniosa. Falámos da sua vida, da sua obra e dos seus incontáveis fãs no presente. Falei-lhe da minha paixão pela comida, pela sua obra e também pelas coisas simples do campo. Ficou espantada ao perceber que muitos pratos do século XVIII se mantinham tão actuais em terras de Sua Majestade e um pouco por todo o mundo, como é o caso do trifle ou das almôndegas de carne, bem como a sua obra. Tive que me desculpar pelo facto de não ter tido oportunidade de aceder a um bom livro de cozinha da época. Contei-lhe, por isso, sobre quem tinha recaído a minha escolha no já alargado leque de chefs britânicos com receitas publicadas: Mr. Jamie Oliver.

 

A receita que fiz para Miss Austen tem, pois, a assinatura deste irreverente chef: Costeletas de porco com tomilho, limão e pesto*.

 

Ingredientes:

1 mancheia de tomilho, escolhido

sala e pimenta-preta acabada de moer

1 dente de alho

raspa e sumo de 1 limão

1 colher de sopa de azeite

4 costeletas de porco com dois ossos

pesto de noz a gosto 

 

Preparação:

Num almofariz, triturar ou picar finamente o tomilho com uma colher de chá de sal. Quando estiver em polpa, juntar o alho e uma colher de chá de pimenta-preta. Voltar a triturar. Misturar o sumo de limão, a raspa e o azeite. Esfregar as costeletas com esta mistura e deixar repousar durante 10 minutos.

 

Colocar as costeletas numa grelha bem quente e deixar dourar, mas sem queimar, por aproximadamente 8 minutos em lume médio. Não devem cozinhar demais para não secarem. Depois de cozinhadas, deixar repousar durante alguns minutos. Deitar pesto a gosto sobre as costeletas.

 

Servir com puré de batata simples ou com cebolinho (irlandês) e uma salada verde.

 

Para o pesto*:

1/4 de alho picado

3 mancheias de manjericão fresco, escolhido

1 mancheia de pinhões levemente tostados (ou nozes)

1 mancheia de queijo parmesão ralado

azeite virgem extra

sal e pimenta-preta acabada de moer

um pouco de sumo de limão (opcional)

 

Colocar o alho num almofariz e esmagar juntamente com o manjericão fresco até obter uma pasta. Juntar os pinhões tostados e arrefecidos e esmagá-los também. Deite a mistura numa tigela e junte metade do parmesão. Mexa e junte o azeite, apenas o suficiente para fundir o molho - deve ficar firme.

 

Prove e junte um pouco de sal e pimenta a gosto. Pode adicionar um pouco de sumo de limão se desejar, sem esquecer que as costeletas já têm este sumo no seu tempero.

 

 

A temperatura estava agradável e lembrando-me  que Miss Austen apreciava o ar livre, resolvi colocar a mesa no terraço. Conversámos animadamente. De tal forma que me esqueci do meu nervosismo.

 

Quando chegou a hora da sobremesa, servi um chá de menta com uma fatia de bolo de chocolate com morangos, que foi do agrado da minha convidada. Já era tarde quando o portal do tempo nos alertou. Era hora de terminar a nossa refeição e a nossa agradável conversa. Marcámos outro encontro à volta da mesa, da vida e dos personagens que povoam as suas histórias. Talvez em Hampshire, disse-me. Talvez!... - respondi-lhe com um sorriso.

 

 

(*Receitas retiradas do livro "Na cozinha com Jamie Oliver", da editora Civilização, 2.ª reimpressão, 2007)

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Paula 12.04.2012

    Sandra,

    és uma querida!

    Muito obrigada.

    Peço desculpa por não vos ter convidado mas não foi por mal. Estava tão nervosa... mas falei de todas vós, claro. E Miss Austen ficou curiosa acerca deste grupo fantástico.

    Quanto a Hampshire, ficas desde já convidada. Que tal em setembro? ;)))
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.