Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

DESAFIO | Bicentenário "Sense and Sensibility" #26

- Sensibilidade e Bom Senso (2008) | 3 -

- Andrew Davies: O Roteiro e a Discórdia, Parte II -

 

 

"It is sometimes puritanically claimed that the true purpose of screen versions of the classics is to send you back to the original texts. This opening certainly sent me back to my Penguin Austen. What we had witnessed, I worked out, was the deflowering of Colonel Brandon’s foster daughter Eliza Williams by none other than the plausible Willoughby of Allenham. Willoughby impregnated Eliza and abandoned her “in a situation of utmost distress”.


A meu ver, a cena inicial causa apenas confusão. É verdade que não estamos propriamente à espera de ver uma cena sensual numa história “austeniana”. Não podemos negar, se pensarmos bem, que há alguns episódios de cariz sexual na obra de Austen mas estes são referidos ao de leve, sem muito desenvolvimento. Servem quase como um enquadramento e colocados na acção de forma indirecta. Não há muita descrição. Georgiana Darcy é seduzida por Wickham (Orgulho e Preconceito), Maria Bertram estabelece uma relação extra-conjugal com Henry Crawford (Mansfield Park), Isabella Thorpe deixa-se iludir pelo Cpt. Tilney (A Abadia de Northanger) e Eliza Williams é seduzida e abandonada grávida por Willoughby (Sensibilidade e Bom Senso). Por vezes, estamos tão concentrados no percurso dos personagens que nos apaixonam que esquecemos estes episódios. Ficam quase que à sombra da acção principal. Contudo, eles existem e têm muita influência no desenrolar do enredo.

 

Parece-me que a intenção de Andrew Davies foi trazer uma acção secundária para capa do filme. Ele próprio afirma que "People forget that. The under-age sex is back-story and I want to bring that to the fore more. " . Assim, a atenção inicial é totalmente deslocada das Dashwood para a cena de sedução feita por Willoughby, sem ainda ser muito claro que é ele quem está presente na cena. Ao mesmo tempo que desloca a atenção também a prende. Ficámos na expectativa do que vem a seguir. Portanto, em resumo, podemos afirmar que: causa expectativa, prende a curiosidade e retira (algum) protagonismo às irmãs Dashwood.

 

Os homens de Sensibilidade e Bom Senso (2008), a medida que o enredo progride, ganham uma relevância e uma presença que não tiveram na versão anterior.