Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

As Pessoas na Vida de Jane Austen: A Melhor Amiga - Martha Lloyd

Título Original: The People in Jane Austen's Life - The Best Friend - Martha Lloyd
Retirado do site: Jasa

Autor do Artigo: Lorraine Lock

Traduzido e Adaptado por Clara Ferreira

 


 

Que honra ser encarada como melhor amiga de Jane! E Martha Lloyd era mais do que isso. A sua relação com a família Austen tornou-se num ponto marcante para a sua vida.

 

A maior parte dos biógrafos de Jane Austen confirmam a afeição quase de irmãs entre Jane e Martha.

Park Honan, em "Jane Austen Her Life" refere-se a Martha como "afeiçoada, quente, não-crítica e risonha amiga... a sua melhor amiga".

Em "Becoming Jane", Jon Spense escreve: "Depois de Cassandra, Martha era a pessoa com quem Jane era mais íntima. Respeitava a sua sensatez e confiava na sua discrição. Podia falar livremente com ela."

Claire Tomalin escreve sobre a chegada dos Lloyd à paróquia de Deane na Primavera de 1789 e diz-nos: " Mrs. Lloyd era a viúva de um pároco com parentes aristocráticos, do género de que Mrs. Austen se vangloriava, e recebeu-os muito bem como uma adição agradável para a sociedade local".

 

Os Lloyd eram primos dos Fowles (Mrs. Lloyd e Mrs. Fowle eram irmãs) e quando George Austen preparava os seus próprios filhos para a universidade, ele ensinou também Fulwar Fowle e o seu irmão Tom enquanto pupilos. Foi Tom que se tornou noivo de Cassandra, e Eliza Lloyd (segunda irmã de Martha) casou com Fulwar Fowle. Tomalin diz-nos que "Mary (irmã mais nova de Martha) era a favorita de Mrs. Austen, mas embora fossem próximas de idade, Jane nunca gostou dela. Ela preferia Martha, cerca de dez anos mais velha, mas com muito sentido de humor. Histórias e poemas foram dedicados a Martha e ela e Jane não se importavam de partilhar a cama quando necessário; elas deitavam-se e falavam e riam até às duas da manhã se necessário. Desde então, os Lloyd eram visitas constantes da vida dos Austen".

 

Martha nasceu em 1765 e foi baptizada em Bishopstone Wiltshire em Novembro de 1765.

Maggie Lane em "Jane Austen's Family - Through Five Generations" conta-nos que a mãe de Martha ensinou as suas filhas a girar, a fazer o laço e a costurar as suas meias diárias. Também foram enviadas para Newbury para lições de dança uma vez por semana durante sete anos.

Irene Collins em "Jane Austen and the Clergy" diz que, enquanto a educação de Martha foi um tanto ou quanto limitada - a sua mãe ensinou-a a ler tendo por base os salmos e a escritura - também vieram professores para ensinar escrita e aritmética e Martha interessou-se na leitura e gostava muito de discutir livros com Jane.

 

Martha Lloyd gostava muito de moda, teatro, dança, cozinha e longos passeios com Jane. Ela era dependente, capaz e um apoio para os seus amigos e família e parece não haver qualquer crítica sobre ela. Jane dedicou "Frederic and Elfrida" a Martha (...).

 

Quando a irmã de Martha, Mary, casou com James Austen, a 17 de Janeiro de 1797, Mrs. Austen escreveu a Mary: "Diz a Martha que também ela se vai tornar minha filha, ela honra-me muito com o seu pedido". Passados anos Martha estava disponível para ser companhia para Mrs. Austen, o que fez com que Jane e Cassandra estivessem indisponíveis para visitar outros membros da família e amigos. (...)

 

Sabemos que Martha leu "First Impressions", Jane menciona isso numa carta a Cassandra em Junho de 1799. (...)

Park Honan providencia-nos algumas informações sobre o romance de Martha e algumas das suas possíveis falhas: " ela sofrera com um amor destroçado e recuperou lentamente: "Vejo que Martha - Jane contou à irmã - está melhor na sua aparência e espírito, fico contente por ela poder agora falar abertamente sobre Mr. W.". Mas parece que Mr. W. deixou uma marca e Martha tornou-se mais receptiva e modesta. A sua única falha está na sua bondade ou na sua capacidade de fugir daqueles em necessidade, como fez a Mrs. Dunsas, a sua amiga inválida de Barton Court (...).

 

Foi Martha que regressou a Steventon com Jane nos finais de 1800, para receber as notícias de que os Austen estavam prestes a partir para Bath e Claire Tomalin diz-nos que Martha ajudou Jane a arrumar os mais de 500 volumes de livros. O pai de Jane morreu em Janeiro de 1805 e quando a mãe de Martha morreu no Verão do mesmo ano, Martha juntou-se aos Austen em Bath. Manteve-se com eles durante a mudança de Bath para Southampton e depois em 1809 para Chawton. Depois da morte de Jane em 1817, Martha permaneceu em Chawton e ajudou Cassandra a tomar conta de Mrs. Austen.

 

Martha deixou-nos como legado um livro de Receitas (...).

 

Em 1827 Mrs. Austen morreu e um ano depois, Martha casa com Francis Austen a 24 de Julho. Martha tinha então 62 anos e era nove anos mais velha que Francis, mas parece que viveram 15 anos de felicidade juntos. (...) Viveram em Portsdown perto de Porthsmouth. (...) Em Fevereiro de 1837 Frank foi entitulado de "Knight" e Martha tornou-se na Lady Austen. Ela morreu em 1843 con 78 anos.

 

Existe muito que não sabemos sobre Martha, mas pelo menos temos o seu livro de receitas e muitas referências dos seus amigos a comprovar as suas qualidade de carácter. Ela era dependente, prestável e sempre pronta para apoiar, uma intíma e mekhor amiga de Jane durante 28 anos, que finalmente se tornou Austen, por direito.