Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

ShortStory2 | Parte 37

A festa promovida por Emma Woodhouse foi um verdadeiro sucesso. Ela própria não poderia compreender o alcance que teve. A capacidade de divertimento está directamente ligada à abertura que damos ao nosso coração. O grupo reunido por Emma tinha na sua maioria, uma grande capacidade de entrega. Um amor que recomeça, amores que surgiram, amizades que nasceram e outras que saíram fortalecidas. De facto, Emma Woodhouse não poderia supor metade do efeito que o seu baile teve. O seu ímpeto casamenteiro alcançaria o ápice de felicidade se pudesse supor que conseguiu unir Wentworth e Anne. Obviamente, seria uma excelente oportunidade de provar a Mr. Knightley o seu natural talento para promover uniões. Contudo, Emma de nada sabia e estava longe de suspeitar. Imbuída do seu papel de anfitriã teve de dar  atenção por igual a todos os convidados e se havia algo que Emma prezava era receber bem. Nada poderia falhar e tudo teria de estar impecável. Apesar da razão de ser de ter promovido o baile ser o de juntar Anne a Wentworth, isso não implica descuidar do bem-estar de todos os presentes.

Distraída por Lady Russel e, ao tentar descobrir mais sobre o passado de Anne e Frederick, Emma acabou por esquecer-se de ambos e não acompanhou a evolução ocorrida naquela noite. Não pode, contudo, evitar de ver o brilho no olhar de Frederick no dia seguinte. Estava resoluta de que algo teria que ter dado certo. Então não é de estranhar que Emma, meses depois, fosse tomada de espanto quando ouviu da boca de Elizabeth Darcy que Anne Elliot persistia no casamento com Mr. Elliot.

Mais ainda, não conseguiu conter a surpresa e o espanto diante do estado alterado com Anne surgiu diante de todos.

De facto, um baile tem mais efeitos nos convidados do que se poderia previamente julgar. Por seu turno, a tentativa de rompimento de um compromisso, há-que ser dito, poderá causar efeitos nefastos.

Anne é prova disto.