Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

Wives and Daughters 1999

 

Wives and Daughters é uma série de uatro episódios baseada no romance com o mesmo nome de Elizabeth Gaskell.

 

A actriz que faz de Molly Gibson (Justine Waddell) já fez uma incursão em Jane Austen na versão de 1999 de Mansfield Park no papel de Julia Bertram e também de protagonista na série de 1998 Tess of the D'Urbervilles, uma série que vi muito recentemente e da qual gostei embora muito ao género de "O Monte dos Vendavais".

 

Confesso que fiquei a adorar Molly, a heroína desta obra, fiquei a gostar mais dela do que qualquer outra personagem de Jane Austen, à excepção de Elinor Dashwood.

 

Molly Gibson é orfã de mãe e o amor que tem pelo pai é algo de fenomenal. O pai é médico e é muito conhecido na vila, com ele tem dois aprendizes, um deles apaixona-se por Molly sem que ela saiba e envia-lhe uma carta que ela nunca chega a receber, é interceptada pelo pai que, por precaução manda Molly para casa de uns vizinhos por um tempo.

 

Aí Molly é apresentada aos Hamley, uma família muito prestigiada com dois filhos Osborne, um poeta apaixonado, lindíssimo e aparentemente inconsciente e Roger, o filho mais novo, devoto da ciência, abafado pelo irmão.

Daqui podíamos deduzir a existência de alguma inimizade entre irmãos, mas não, são grandes amigos e confidentes; podíamos deduzir também Osborne como um mulherengo, mas não, no decorrer da obra vemos quão fiel ele é.

 

O pai de Molly torna a casar com Miss Kirkprank, viúva e com uma filha, Cynthia com quem tem uma relação muito superficial. Molly fica desesperada com esta notícia, que recebe enquanto está com os Hamley e é Roger quem a reconforta, é também ele que a incentiva a conhecer mais sobre a natureza.

 

O pai casa-se, Molly não é grande fã da nova Mrs. Gibson, mas o seu coração era incapaz de odiar alguém. Cynthia vai viver com eles e estabelece uma relação muito forte com Molly. Cynthia é extremamente bela, mas incapaz de amar alguém. Roger apaixona-se por ela e pede-a em noivado antes de partir para uma exploração científica em África, esse é um golpe baixo para Molly, mas ainda assim ela resiste e assiste a toda a indiferença da irmã.

 

Uma série de acontecimentos, que não quero especificar senão perde toda a graça ver a série, leva a que Molly perda a sua boa reputação junto da vizinhança, tudo por causa da irmã. Mas essa situação confragedora é ultrapassada graças à ajuda de Lady Harriet Cumnor, também ela uma nossa conhecida, dado que fez de Jane Bennet em O&P 2005 (Rosamund Pike). Nesta série entra também Michael Gambon (Mr. Woodhouse - Emma 2009) e Tom Hollander o Mr. Collins da versão de 2005 de O&P.

 

Embora a obra original não tenha fim escrito pela autora, nesta versão encontramos um final feliz que não frustra as expectativas de ninguém, julgo eu!

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post