Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

Shortstory 2 Parte 20

Entre todos os nossos conhecidos figuravam muitos pares, casais jovens e outras pessoas com vizinhança a Hartfield que por afinidade ou proximidade social com Emma não puderam deixar de comparecer. Miss Jane Fairfax, Miss e Mrs. Bates, Frank Churchill, Mr E. e a Mulher, Harriet Tilney e Mr. Henry Tilney, entre outras personagens da vila e também  dois desconhecidos do circulo social Sir Thomas Bertram e a sobrinha, a recatada Fanny.

O Tio, sir Thomas  ao encontrar-se  na companhia do bom amigo Mr. Woodhouse esqueceu-se de Fanny, sendo esta deixada um pouco à sua sorte. Com todos os preparativos e recepção dos convidados Emma não se deu conta do desconforto que a tímida Fanny sentia, e devido ao seu olhar se focar unicamente no chão e ter escolhido como local um dos cantos mais isolados da sala nenhuma das outras senhoras tinha ainda dado conta que esta pequena se sentia tão à vontade naquele local como peixe na areia. Fanny não entendia qual a necessidade de ser afastada da casa onde se sentia tão bem para vir a um evento social no qual não teria o mínimo prazer.

Do outro lado da sala um senhor observava-a e decidiu aproximar-se contra todas as regras sociais, sem pedir para ser apresentado, tinha como propósito único importunar a pobre Fanny.

Mr Thorpe- Vejo que se sente um tanto isolada - Disse Mr  Thorpe com um sorriso que deu arrepios a Fanny.

Fanny - Sim, contudo deve-se apenas a ter chegado faz pouco tempo, com efeito o ambiente está com muitas pessoas e tenho de agradecer a Miss woodhouse o convite feito para o meu tio e para mim própria.

Mr. Thorpe - Se precisar de alguém basta dizer, estou sempre às ordens.

 Fanny afastou-se, tendo ficado com uma impressão terrível deste breve encontro que não deveria ter causado impressão nenhuma.  Fanny atribui o sucedido à sua fraqueza de carácter no que concerne às interações sociais. Com efeito sentia-se sempre pouco à vontade, conquanto não ignorasse que num baile era necessário seguir os normais preceitos de apresentação e convivência social.

2 comentários

Comentar post