Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

Shortstory - parte 10

Da mesma forma que o Capitão Wentworth olhou Anne e achou que ela estava diferente, também Darcy percebeu nos olhos da sua Lizzy que algo nela estava mudado. Algo mudara no olhar dela e ele não achava que fosse para pior mas também não via naqueles olhos o brilho pelo qual se apaixonara e que o desaparecimento de Edward tinha roubado. Abordou-a:

- Como estás minha querida? Foi agradavel a visita?

Nesta altura Emma, com a sua habitual solicitude, sorriu e disse:

- A visita acabou por se revelar um encontro entre Mães... Realmente quando se encontram nada as demove de falarem nos seus rebentos.

Emma tinha colocado um tom carinhoso na forma como tinha dito estas frase, que transparecia conhecimento do que tinha acontecido com Edward e "algo mais". Darcy estremeceu ao ouvir isto... Lizzy tinha assumido que era Mãe... 

 

- Hoje à noite iremos ter visitas para jantar. Uma grande amiga minha, Mrs Elinor Ferrars e seu marido. Vai ser um agradavel serão... - acrescentou Emma.

 

Lizzy mantinha-se junto de Anne de cabeça erguida e olhar perdido no horizonte... A suspeita de gravidez que Mrs Weston tinha levantado estava agora a fazer eco na sua cabeça. Tinha contado a Anne e a Emma, muito superficialmente, acerca do desaparecimento do seu querido filho, mas não tinha tocado na suspeita de gravidez. Realemente quando comentara com elas as suas indisposições não pensara nessa hipotese. Mas agora que estava a pensar seriamente no assunto tinha de admitir que era provavel. Darcy acercara-se dela novamente e olhava-a com ansiedade.

- Bem... - disse Lizzy colocando a sua mão sobre a de Darcy e olhando todos com um sorriso - se não se importam vou subir um pouco para o quarto. Esta caminhada fatigou-me um pouco.

De facto, começava a sentir tonturas, embora nem soubesse bem se eram do calor e da caminhada ou de estar com a sua cabeça a mil à hora com a possibilidade de estar gravida novamente.

 

Ao chegar ao quarto olhou-se ao espelho. Realmente estava com a cara mais inchada... e colocou a mão na sua barriga. Ao ver a barriga ao espelho reparou que estava saliente. Meu Deus! seria tudo da sua imaginação?

 

Anne ficou sentada no exterior. Emma tinha-lhe falado no Capitão com tanto carinho. Como podia sequer pensar em casar com Mr Elliot? Que lhe importava o que o Pai e a irmã poderiam perder? Era a sua felicidade que estava em jogo... Sentia que tinha acordado. Que a verdadeira Anne tinha estado adormecida e que agora acordara. Nunca se devia ter deixado convencer daquela forma, mais uma vez.      

1 comentário

Comentar post