Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

Os passeios sociais

Sempre achei algo bastante positivo nas histórias de Jane Austen que as raparigas fossem certas vezes retiradas do seu ambiente familiar (e quase sempre rural) para um ambiente mais citadino e socializador, e quase sempre na companhia de tios ou de outros familiares de confiança. 

 

Exemplo disso é o de Catherine Morland da Abadia de Northanger que acompanha os seus tios Allen a Bath e é lá que conhece os Tilney e os Thorpe; ou Jane Bennet de Orgulho e Preconceito que acompanha os tios Gardiner a Londres tentando esquecer/encontrar o seu recém frustrado romance com Mr Bingley e Elizabeth Bennet que, mais tarde, também os acompanha, tendo oportunidade de conhecer e visitar Pemberley (e Mr Darcy); ou ainda Anne Elliot de Persuasão que vai também para Bath na companhia da sua família.

 

Tentei pesquisar o verdadeiro motivo destes deslocamentos sociais e fiquei sem saber se realmente as raparigas eram levadas com o intuito de socializarem com outras pessoas e outros ambientes sociais, com o objectivo talvez de arranjarem um bom partido para casarem, ou se eram levadas com o intuito de ajudarem os seus familiares, que podiam não só contar com a sua companhia, como também terem alguém que os ajudasse com a deslocação e instalação nas cidades.

 

De qualquer forma, penso que fosse porque razão fosse, as raparigas eram sempre consideradas privilegiadas e invejadas por terem estas oportunidades. Fosse para ajudar os familiares ou para socializarem, este aspecto era sempre positivo para as suas vidas. No caso das obras de Jane Austen, estas situações foram sempre catalizadoras de situações importantes para o desenvolvimento da história e das personagens que tão bem conhecemos. 

No caso particular de Orgulho e Preconceito, estas deslocações traduziram-se em importantes desenvolvimentos para a história. Jane Bennet ao acompanhar os tios a Londres, confusa e desapontada com Mr Bingley que parecia perto de lhe propor casamento, encontra mais uma razão para o esquecer definitivamente pois apesar de tentar contactá-lo, esta tentativa revela-se infrutífera. Já Elizabeth, antes de acompanhar os tios Gardiner num passeio pelo Derbyshire, tem também oportunidade de ir a Kent visitar Charlotte e o marido e é aqui que, além de conhecer Lady Catherine de Bourgh, reencontra Darcy que se declara pela primeira vez e a pede em casamento. No passeio pelo Derbyshire com os tios, conhece Pemberley, a propriedade de Darcy a quem reencontra novamente e descobre que ele não é de todo aquilo que ela começou por imaginar.

2 comentários

Comentar post