Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

A carta (atrasada)

A Abadia de Northanger tem como figura feminina central femimina Catherine, mas Isabella "apimenta" bem esta história.

 

Quando já a sua "máscara" tinha caido perante Catherine e o seu irmão, Isabella tenta "a sua sorte" para que Catherinne acredite nela e interceda junto do irmão... "Estou muito inquieta com o seu querido irmão, (...) receio que tenha havido algum equivoco. (...) indisposto, com uma constipação ou algo que lhe afectava a disposição. (...) Mas a menina pode corrigir esta situação, pois ele é o unico homem que amei e que alguma vez poderia amar, (...)" (...) ; e despeja também a sua frustação pelo abandono do Capitão Tilney " (...) tornou-se quase a minha sombra. Muits meninas podiam ter caido aos pés dele, por não estarem habituadas a tais atenções." 

 

Isabella habituara-se a ser o centro das atenções: a amada e a amiga e nesta carta esquece que tinha já cometido erros e falhas com os irmãos Morland e demonstra-o quando tentar desvalorizar as atenções com que "brindou" o Capitão e que a fez perder o "afecto e devoção" do irmão de Catherinne, e que a fez "esquecer" a amiga.

 

É uma carta em que Isabella mistura moda, com "amor", saudades da "amizade delas, com a "inveja de quem tenta usar um turbante vermelho como ela, mas que não consegue ter o mesmo sucesso, com a nova "inclinação" do Capitão Tilney que não vê o que tem para lhe ter chamado a atenção. Enfim uma carta "deliciosa" em que Isabella tenta convencer que o Capitão Tilney não sgnificou nada para ela, que o amor dela é o seu irmão, que a amizade delas está igual como se nada tivesse acontecido, que ela é recatada e apaixonada, mas continua a ser a mais bonita e perfeita das mulheres...