Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jane Austen Portugal

O Blogue de Portugal dedicado à Escritora

A paixão de Emma - Charlotte Bingham

Tinha acabado de entrar no supermercado e como sempre dei uma vista de olhos pelos livros. Deparei-me com alguns que tinham um lenço preso de oferta e despertou-me bastante a cor de um deles. Mas pensei: "Não vou comprar um livro por causa de um simples lenço". E, por curiosidade, afastei o lenço e deparei-me com a seguinte frase: "Se gostou e Orgulho e Preconceito, vai adorar este livro". Ups, fiquei logo desperta. Vi o título "A paixão de Emma" (The land of summer, no original), o preço (13 euros e qualquer coisa) uma capa agradável e nem sequer me importei com a história do livro. Escolhi um com o lencinho em condições, meti-o no cesto das compras e concentrei-me nas compras. Já ia a meio quando me lembrei de dar uma vista de olhos na contracapa para avaliar a história contada pelo livro. Não fosse eu dar de caras com algo que metesse Elizabeth Bennet e um bando de zombies, ou caras pálidas ou até gormitis no mesmo saco! Não era. Nada de seres estranhos. Tudo humanos normais mesmo, com cabeça, tronco e membros (até ver).

 

Mais não posso dizer. Certo é que vou ler e quando terminar, tecerei as minhas conclusões e apreciações (ou desapreciações).

Deixo o resumo da história: 

 

"Emmaline sempre ouvira a mãe dizer que, como a mais velha de quatro irmãs, casar deveria ser a sua prioridade e dever. Contudo, o tempo passava sem que se vislumbrasse qualquer proposta de casamento. Até que num baile organizado em sua casa, um belo desconhecido convida-a para dançar. Chama-se Julius e, na manhã seguinte, pede a sua mão. Cheia de esperança e vontade de começar uma nova vida, Emmaline deixa a América rumo a Inglaterra. Porém, quando chega, depara-se com uma casa estranha, repleta de pessoas invulgares e criados excêntricos. Um cenário bastante distante do glorioso lugar que Julius lhe descrevera. Na verdade, à medida que os dias passam, o próprio noivo parece ter-se tornado irreconhecível. Emmaline sente-se cada vez mais só e infeliz, chegando até a pôr em causa o futuro da sua relação. Mas isso é antes de o passado de Julius, e a história daquela enigmática casa, lhe serem desvendados."

 

Semelhanças com Orgulho e Preconceito?

Para já só posso dizer que este 'Mr Darcy' é bem mais rápido que o original nos pedidos de casamento. E parece que é galante e encantador, pelo menos no início da história. E na obra de Jane Austen não havia casas enigmáticas mas sim belas.

 

 

3 comentários

Comentar post